domingo, 20 de março de 2011

O que procuram os gentios?

A palavra gentio designa um não-israelita e deriva do termo Latim "gens" (significando "clã" ou um "grupo de famílias") e é muitas vezes usada no plural. Os tradutores cristãos da Bíblia usaram esta palavra para designar coletivamente os povos e nações distintos do povo Israelita.
Fonte: Wikipédia

Mateus 6.31-33
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

O reino dos céus não era prioridade dos gentios, em sua maioria são um povo que buscam glória própria e o que me chama a atenção é Jesus Cristo exortar o povo israelita para que não agissem da mesma forma que os gentios.

Os gentios viviam em função dos bens materiais (dinheiro), o desejo pelos bens materiais sufocavam o desejo por conhecer a Deus.

Hoje na sociedade moderna e até mesmo as denominações Cristãs incentivam e gastam muito tempo pensando em como manter os celeiros “abençoados”. São muitas comuns hoje no meio da Cristandade as “Tardes da Benção”, onde todos procuram ser abençoados “prósperos” e o momento que deveria ser de busca ao Eterno é invertido e a busca passa a ser pela “benção”.

Durante à tarde da “Benção” os participantes testemunham, o carro que comprou o novo emprego, a nova casa, etc. Cuidado, não caia nessa armadilha materialista, “por que o amor ao dinheiro é a raiz de toda espécie de males” (1TM 6.10). Será que podemos dizer honestamente que Deus, e não o dinheiro é o nosso Senhor? A resposta a está pergunta você encontra ao se julgar e se perguntar quem ou o que ocupa mais seus pensamentos, seu tempo e seus esforços?

Ser prospero não é pecado, mas colocar Deus atrás dos bens materiais sim! O que é importante para você? Pessoas, metas, objetos, posição e até desejos disputam lugar em nossas vidas. Como é bom quando uma pessoa consegue planejar suas metas, planos e continuar confiando na direção de Deus. De certo o Pai celestial sabe bem de nossas necessidades e cuidara de nós!

O deus deste século a Benção tem cegado o entendimento de muitos e por causa disto a criação (bens materiais) passou a ter mais valor que o criador...

2 Coríntios 4.4
Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.

Assim como no tempo de Moises o povo está adorando outro bezerro de ouro atualmente, hoje o grande bezerro de ouro é a benção, vitória, prosperidade.

É fácil identificar esta verdade na sociedade e nas denominações cristãs, muitos cantam e pregam sobre o amor ao próximo, mas na verdade o que importar é o meu conforto, a minha necessidade o meu reino. O esforço para alcançar a auto realização não se compara com o esforço para ajudar o próximo.

Espero com este tópico te convidar para uma pausa e refletir sobre o amor ao próximo. Voltemos ao fundamento que é Cristo “por que já sabemos que ele sendo Rico, por amor de nós se fez pobre, para que pela sua pobreza ficássemos ricos”. (2CO 8.9).

Medite e busque a verdadeira riqueza que dura para sempre, nu nascemos e quando morrer não poderá levar nada dessa terra.

Deus te abençoe!

Nenhum comentário: